Artigos

Sugestões de temas para TCC de Segurança do Trabalho

A segurança do trabalho trata de condições de trabalho seguras e que promovem o bem-estar dos trabalhadores. Por isso, uma formação (técnica, tecnológica ou de graduação) na área abrange muitos subtópicos. O que escolher para um trabalho de conclusão de curso? Segue nossas dicas no artigo de hoje!

Normas Regulamentadoras e Estudos de Caso

A primeira e mais valiosa dica é que você, tendo estudado todas as normas regulamentadoras de saúde e segurança do trabalho, pode escolher qualquer uma delas e aplicá-la a um estudo de caso concreto numa empresa ou corporação real (veja aqui como se faz um estudo de caso!). Por exemplo, seu sonho é trabalhar numa plataforma de petróleo e seguir carreira na Petrobrás? Você pode considerar desde já se especializar no assunto, fazendo um trabalho de conclusão de curso sobre a NR 37 -Segurança e Saúde em Plataformas de Petróleo em um estudo de caso que te permita conhecer o funcionamento e aplicação da norma na própria plataforma petrolífera. Mas, caso você esteja perdido diante da quantidade de opções, as próximas dicas visam especificar alguns temas em alta no mercado.

História da Segurança do Trabalho

Se você tem interesse e facilidade de lidar com o método histórico de pesquisa, História da Segurança do Trabalho pode ser uma boa pedida para você. Como envolve a investigação e análise de documentos histórico, comparação de dados e fontes, tanto primárias quanto secundárias, então você necessitará de um pouco mais de tempo livre para se dedicar a uma pesquisa que segue este modelo, mas com certeza será um trabalho importante e que você poderá até publicar como livro e ter seu material usado em cursos no futuro.

Isso abrirá caminho para que você se torne um pesquisador e docente, ajudando os futuros alunos até mesmo da Instituição de onde você saiu. Você pode eleger de tema de pesquisa o seguinte título (ou semelhante): “História da Legislação de Segurança do Trabalho no Brasil”. Ou, ainda, ser mais específico: “História da Legislação de Segurança na Indústria Paulista”, ou “na cidade de …”, o que te permitirá transitar entre a área pública, investigando como a legislação vem sendo cobrada, e privada, investigando como ela vem sendo aplicada.

Dica de leitura: blog da Verde Ghaia.

Pessoas Portadoras de Deficiência e o Trabalho

Empregar pessoas com deficiência – um segmento de mercado enorme e amplamente negligenciado -faz muito sentido para as empresas, por diversos motivos, tanto por dar o exemplo publicamente quanto por contribuir para a justiça social de forma efetiva. Mas isso exige superar o medo do desconhecido e olhar para as habilidades e não para as limitações. Além disso, muita informação ainda falta a respeito. Mas você pode ser a pessoa que, no seu trabalho de conclusão de curso, contribuirá para a pesquisa e divulgação de dados. Poderia mesmo fazer um excelente trabalho implementando propostas de inclusão de colaboradores portadores de deficiência e transformar sua pesquisa num estudo de caso em alguma corporação que ainda não implementou tal melhoria a seu corpo de funcionários.dica de leitura: Âmbito Jurídico

Segurança do Trabalho em Processos Industriais

Acidentes industriais são responsáveis por perdas enormes no faturamento. Porém, são responsáveis por perdas irreparáveis de vida de colaboradores. Este é, portanto, um tema de grave importância, pois a consciência dos riscos e responsabilidades dos gestores industriais sobre a sociedade é mediada por quem atua na área de saúde e segurança do trabalho. Você, portanto. É possível fazer um trabalho de conclusão de curso relacionando a NR 12 (Proteção de máquinas e equipamentos; Superfícies de trabalho e estruturas diversas) à saúde pessoal do trabalhador industrial. Além disso, você pode optar por estudar mais a fundo a NR 11 (Transporte, armazenagem e manuseio de materiais). Ou ainda: NR 33 (Espaço Confinado); também a NR 14 (Fornos); NR 13 (Caldeiras e Vasos sob pressão); ou a NR 10 (Instalações e serviços em eletricidade).

Dica de leitura: Nomus, Blog Industrial.

Psicologia Social e Segurança do Trabalho

Sabemos o quanto a saúde emocional influencia na segurança corporativa. Tratando-se de uma área intersectiva entre conhecimentos humanos e conhecimentos técnicos, o engenheiro, tecnólogo e técnico em Segurança do trabalho têm o dever de conhecer não só normas técnicas, mas também teorias psicológicas sobre o trabalho, a fim de compreender melhor os fatores humanos envolvidos em seu nicho de atuação. Se você gosta e tem facilidade na área, um tema importante e cada vez mais em alta nos estudos de psicologia social e do trabalho é a teoria da culpa. Um título interessante para sua monografia ou trabalho de conclusão de curso é “A Teoria da Culpa e Seus Efeitos sobre o Trabalhador”. Veja, por exemplo, o resumo de um artigo de tema semelhante:”No presente artigo analisam-se conteúdos de laudos obtidos das investigações de causas de acidentes graves e fatais do trabalho efetuadas pelo Instituto de Criminalística (IC), Regional de Piracicaba. Os 71 laudos analisados concluem que 80% dos acidentes investigados são causados por “atos inseguros” cometidos pelos trabalhadores ou pelos seus mentores, enquanto que a falta de segurança ou “condição insegura” responde por 15,5% dos casos. A responsabilização das vítimas ocorre mesmo em situações de elevado risco onde não são adotadas mínimas condições de segurança, com repercussão favorável ao interesse dos empregadores” (artigo disponível aqui).

Higiene Ocupacional

Segundo a IOHA (Associação Internacional de Higiene Ocupacional), a Higiene Ocupacional (ou do trabalho) é a disciplina que se ocupa de antecipar, reconhecer, avaliar e controlar os riscos à saúde no ambiente de trabalho, com o objetivo de proteger a saúde e o bem-estar dos trabalhadores e salvaguardar a comunidade em geral. (Cfr. SALIBA, T. M. Manual prático de higiene ocupacional e PPRA. B. H. 2008).

Aqui no Brasil, a disciplina é regulamentada sobretudo pela décima quinta norma regulamentadora. Portanto, você pode optar por fazer um trabalho a respeito da NR e sua aplicação prática num estudo de caso concreto, ou você pode optar por se manter no campo teórico. Dentro do tema, há vários tópicos a serem abordados, como, por exemplo, os agentes químicos; Agentes físicos; Agentes biológicos; os Parâmetro de medição; os Critérios de avaliação; Instrumentação e técnicas de medição; Medidas de controle e mitigação. Abordar todos os tópicos te permitirá produzir um verdadeiro manual sobre o tema.

Acidentes do Trabalho

Quanto mais perito em acidentes do trabalho você se tornar, mais capital pessoal para o exercício de sua função você acumulará. Então considere a possibilidade de escrever um trabalho de conclusão de curso ou uma monografia a respeito. Com toda a bibliografia do tema que há disponível sobre acidentes do trabalho, você pode trabalhar na produção de um manual geral de prevenção a acidentes do trabalho. Se a ideia te soar muito genérica, você pode pensar na organização e mesmo na fundação de uma empresa de consultoria de Saúde e Segurança do Trabalho que ofereça workshops de prevenção e assessoria na criação de manuais customizados para cada empresa e mesmo para cada setor. Um estudo abrangente de Acidentes do Trabalho deve abordar os seguintes tópicos das Normas Regulamentadoras e demais leis, todos muito bons para estudos pormenorizados com os quais é possível fazer trabalhos de conclusão de curso:

Desde os estudo das estatísticas de acidentes do trabalho; ou você pode fazer também sobre o preenchimento da Comunicação de Acidentes do Trabalho (CAT). Além disso, pode estudar as inspeções de higiene e segurança em ambientes laborais. Ou a apresentação do Laudo Técnico de Condições Ambientais do Trabalho (LTCAT) e do Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA); pode também abordar o preenchimento do Perfil Profissiográfico Previdenciário (PPP) ou Estabelecimento de comparativo entre a NR-15 e o Anexo IV do Regulamento da Previdência Social. Bem como fazer um estudo aprofundado sobre os procedimentos para a elaboração de perícias judiciais de insalubridade e periculosidade, ou, ainda, um estudo das NR 18 (Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção) e 21 (Trabalho a Céu Aberto).

Monitorização biológica

O monitoramento biológico é uma maneira de avaliar exposições químicas medindo o produto químico ou seu produtos de decomposição em uma amostra biológica (geralmente urina, sangue ou respiração). O monitoramento biológico é particularmente útil nos casos em que os produtos químicos podem ser absorvidos significativamente pela pele e em que o controle dessas situações dependem do uso de equipamentos de proteção individual, como luvas e máscaras.Há três casos em especial que podem te render um excelente trabalho de conclusão de curso, com direito a pesquisa de campo e implementação real em empresas e indústrias. Em primeiro lugar, você pode estudar o caso de exposição de trabalhadores a benzeno. Outra opção é fazer uma pesquisa sobre absorção cutânea de isocianatos e as propostas de solução desse problema. Um caso especial que pensamos para você é a questão dos isocianatos no reparo de veículos automotores. Há estudos que propõem a redução da exposição dos trabalhadores por meio de treinamento. Organizar, em seu trabalho de conclusão, um roteiro prático de um treinamento imersivo no tema é uma ótima forma de unir teoria à prática, habilidade tão exigida em sua área!.

Segurança do trabalho doméstico

Pelo menos 52 milhões de pessoas em todo o mundo -principalmente mulheres -estão empregadas como domésticas, de acordo com a primeira pesquisa desse tipo realizada pela Organização Internacional do Trabalho (OIT). Apesar do tamanho do setor, muitas empregadas domésticas enfrentam más condições de trabalho e proteção legal insuficiente. A cada dia, somos surpreendidos por notícias assustadoras sobre condições de trabalho de empregadas domésticas. Mesmo que não se trate da maioria, são cenas de grande repercussão que revelam que a classe é exposta a semelhantes riscos e condições adversas e necessita ter suas dificuldades expostas e debatidas a fim de se encontrar melhores condições de trabalho.

Você pode ser o estudioso que representa esta voz. Leia sites como o Doméstica Legal, o I-Doméstica e semelhantes para se inspirar. Procure as informações sobre a que tipos de doenças essas trabalhadoras estão mais expostas (doenças osteomusculares). Experimente fazer uma pesquisa de campo junto ao sindicato das empregadas domésticas e, mesmo, um projeto de consultoria jurídica e assessoria de segurança do trabalho para a contratação de empregadas.

Ergonomia

Apesar de ser tema batido na sua formação, a maioria das pessoas ainda associa ergonomia a assentos com design confortável. O que faz parte, mas não esgota a área. A ergonomia se aplica ao design de qualquer coisa que envolva pessoas -espaços de trabalho, esportes e lazer, saúde e segurança. Isto, porque é o processo de projetar ou organizar locais de trabalho, produtos e sistemas para que eles se ajustem às pessoas que os utilizam. Em resumo, a ergonomia é um ramo da ciência que visa aprender sobre as habilidades e limitações humanas. Em seguida, aplicar esse aprendizado para melhorar a interação das pessoas com produtos, sistemas e ambientes.

Se você se interessa em trabalhar otimizando espaços de trabalho para minimizar o risco de ferimentos ou danos, considere se especializar na área. A começar pelo trabalho de conclusão de curso, é claro Assim como as tecnologias mudam, o mesmo acontece com a necessidade de garantir que as ferramentas que acessamos para trabalhar e descansar sejam projetadas para os requisitos de nosso corpo. Esta é, portanto, uma área promissora.

As Normas Regulamentadoras e o Serviço Público

Você pensa em prestar algum concurso público para atuar na área de saúde e segurança do trabalho? Que tal, então, fazer sua pesquisa acerca da aplicação de leis e normas regulamentadoras no setor público? Embora a maior parte do trabalho nos serviços públicos seja do trabalho de escritório. Tal tipo de trabalho pode não envolver riscos graves, mas existe uma série de estudos ergonômicos que revela uma relação direta entre as condições de trabalho e o desempenho do trabalhador. Além disso, também certos problemas de saúde, afetando principalmente o sistema músculo-esquelético.

Os parâmetros de maior importância para as condições de trabalho no setor público, por se tratar majoritariamente de escritórios, são o design de mesa e da cadeira. Também influenciam muito as condições de iluminação, temperatura ambiente, ventilação e qualidade do ar, organização do local de trabalho (planejamento físico), organização do trabalho e provisão para riscos de incêndio. Gostou das dicas?

Deixe um comentário

Conversar agora
1
Vamos conversar!
Olá
Estamos online!